Seria essa a alternativa para combater a poluição do ar e as causas do efeito estufa? A resposta é sim!

ÁRVORE-ARTIFICIAL-BIORETRO2

Não é de hoje que falamos da necessidade de se reduzir as emissões de poluentes atmosféricos, como forma de minimizar os problemas causados por essa forma de poluição quase sempre invisível aos olhos porém extremamente perceptível à saúde humana.

Foi pensando em como  solucionar esse problema que pesquisadores da Universidade de Columbia no ano passado fizeram uma bem sucedida apresentação de uma tecnologia de captura de ar com um novo “air extractor “, tecnologia apresentada por Klaus Lackner, professor de Geofísica do Instituto Terra da Universidade Columbia, essa tecnologia oferece algo que nenhuma outra de captura de carbono é capaz.

ÁRVORE-ARTIFICIAL-BIORETRO

Ao contrário de captura e armazenamento de carbono convencional,  o Air Extractor absorve dióxido de carbono a partir de qualquer local do planeta. Isso significa que as emissões de CO2 podem ser capturadas a partir de quase todas as fontes estacionárias de fábricas. Pois essas árvores artificiais podem “nascer” em qualquer lugar.

Essas árvores sintéticas são capazes de absorver  o CO2 milhares de vezes mais do que as árvores naturais, o que ajudaria a minimizar as mudanças climáticas de acordo com um relatório do Institution of Mechanical Engineers .

ÁRVORE-ARTIFICIAL-BIORETRO3

Klaus Lackner, um físico do instituto Terra, disse que promete reduzir os efeitos da mudança climática, com um preço aproximado de £ 12.000 cerca de R$ 36,126,00.

A instituição calcula que 100 mil árvores artificiais poderiam capturar todas as emissões de Grã-Bretanha e que cinco milhões delas fariam o mesmo para todo o mundo. Um porta-voz do Environmental Transport Association, disse que não se pode enganar com a ideia de que essa seria a solução para o problema da poluição atmosférica, porque só com a diminuição dos gases lançados pelas indústrias e outras fontes poluidoras é que serão obtidos os melhores resultados.

por: BioRetrô